sexta-feira, 24 de maio de 2019

LAMEGO, CIDADE POEMA


          De características inéditas e originais na região do Douro, a cidade de Lamego vai voltar a ser, pelo segundo ano consecutivo, a "Cidade Poema", com o objetivo de promover e disseminar o gosto pela poesia, inserida numa estratégia integrada de promoção do livro e da leitura. O Teatro Ribeiro Conceição, a mais bela sala de espetáculos da região duriense, acolhe toda a programação.
          No primeiro dia de realização deste projeto - 31 de maio-, está agendada a iniciativa "Poemas com Melodia", dirigida aos jovens alunos do 10º, 11 e 12º ano do ensino secundário. Por entre as melodias poéticas de "Vítor Blue", serão orquestrados alguns poemas da autoria dos estudantes. 
           No dia seguinte, às 16 horas, decorrerá a palestra "Ler para Escrever o Futuro", antecedida da cerimónia de entrega dos prémios literários e de ilustração, um evento animado pelo Coro dos Meninos Cantores do Município da Trofa. À noite, a estação radiofónica TSF dedica o seu programa "Duplo Sentido" com Mésicles Helin e Vítor Cotovio, a este grande evento, com a gravação em direto de uma emissão, durante a qual abordará o tema "Diálogos entre pensamentos e emoções, uma reflexão sobre a paixão pela leitura". 
           A encerrar, a 2 de junho, às 17 horas, o teatro e a música unem-se para abordar uma parte significativa da vasta obra de Camilo Castelo Branco, reputado romancista, cronista, crítico, dramaturgo, historiador, poeta e tradutor que residiu uma parte da sua vida na cidade de Lamego. A sessão terá a participação de Vítor Blue. Às 16 horas, o médico André Freire também apresenta o livro "Olhos nas Letras", da autoria de Adelaide Vilela. 
            Organizada pela Câmara Municipal de Lamego - Pelouro da Cultura e pela Rede de Bibliotecas, a iniciativa "Lamego - Cidade Poema" constitui uma das grandes apostas, na vertente literária, desta autarquia de modo a criar um evento de referência no nosso país. 

segunda-feira, 18 de março de 2019

“Histórias [im]prováveis” no Museu de Lamego

     

     Incentivar a criatividade literária dos alunos, sensibilizar para a dimensão estética e para a importância do património e promover a escrita criativa são os grandes objetivos do concurso escolar “Histórias [im]prováveis”. A iniciativa, promovida pelo Museu de Lamego, Biblioteca Municipal de Lamego e a Rede de Bibliotecas de Lamego, está integrada na Semana da Leitura 2019, que decorre de 11 a 15 de março.
     “Histórias [im]prováveis”, que terá lugar anualmente, tem como ponto de partida o Museu de Lamego e as suas coleções para o desenvolvimento de um texto narrativo ou poético e está aberto aos alunos dos 3.º Ciclo do Ensino Básico, Ensino Secundário e Ensino Superior do concelho de LamegoCriatividade, inovação, qualidade literária e coerência e coesão do texto serão os critérios que o júri levará em conta no momento da avaliação dos trabalhos.
      As inscrições gratuitas, mas obrigatórias, já estão abertas e devem ser feitas no site do Museu de Lamego, em formulário próprio. Após a inscrição, os participantes receberão um código por mail que identificará o seu trabalho, cujo prazo de entrega decorre até 26 de abril de 2019. Os resultados serão conhecidos a 8 de junho em cerimónia pública.
Podem consultar o regulamento aqui.

quinta-feira, 7 de março de 2019

SEMANA DA LEITURA 2019

No âmbito do I Congresso Global de Direitos Humanos realizado em Lamego, durante o mês de janeiro de 2019, a Rede de Bibliotecas de Lamego (RBL) associa-se, assim, a este espírito de defesa e promoção dos Direitos Humanos, desafiando todas as bibliotecas do concelho a assinalar o Direito à Leitura de todos os cidadãos e, em particular, de todos os lamecenses.
Em espírito de partilha e colaboração, as Instituições que integram a RBL dinamizarão um conjunto de atividades promotoras do livro e da leitura, da criatividade e cultura que decorrerão de 11 a 15 de março.
Durante a semana promover-se-á o gosto pela leitura e o trabalho colaborativo numa transversalidade curricular, articulando saberes, experiências e cidadania e, sobretudo, estimulando a imaginação e a criatividade. As bibliotecas e os espaços públicos transformar-se-ão em espaços de verdadeira festa, redescobrindo a leitura por prazer e para aprender, com atividades dedicadas a escritores, contadores de histórias, alunos, professores, pais e encarregados de educação, workshops criativos, dramatizações, conferências, música…, trazendo a Lamego grandes momentos culturais.
Pode consultar o programa aqui

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

LI E GOSTEI!

     As questões ambientais têm sido alvo de preocupações a nível mundial, dando origem a movimentos e debates que visam a consciencialização da sociedade face a esta problemática e o desenvolvimento de práticas e atitudes que minimizem a degradação ambiental causada pela ação humana.
     No âmbito desta temática, um jovem traz-nos a apreciação do livro Isto é lixo?, que o atraiu de modo especial e que quis partilhar connosco. E quando um jovem escolhe este tema para refletir com a comunidade, não nos restam dúvidas sobre o poder da leitura e, parafraseando Saramago, apetece perguntar: serão os adultos “capazes de aprender o que há tanto têm andado a ensinar”?

Continue a ler o artigo aqui.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

LI E GOSTEI!

Amor de Perdição 
Camilo Castelo Branco

     As histórias de amor estiveram sempre presentes na Literatura. Shakespeare contou-nos a de Romeu e Julieta; vários autores brindaram-nos com a de Tristão e Isolda e Camilo Castelo Branco ofereceu-nos a de Teresa e Simão. Sem desprimor para as outras, é esta última que, hoje, vos convidamos a (re)ler.

Continue a ler o artigo aqui.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

LI E GOSTEI!

     O Projeto “Leitura(s) para todos – Li e gostei” está de volta! E, na sua caminhada, vai crescendo… Os leitores aumentam, os ilustradores também e, de mãos dadas, vão marcando presença em todas as turmas dos segundo e terceiro ciclos e do Ensino Secundário.

“Uma pequenina luz”
 Jorge de Sena
  
     No seu inesquecível poema intitulado “Liberdade”, Fernando Pessoa escreveu que “Grande é a poesia […]”.
     O texto “Uma pequenina luz”, de Jorge de Sena, confirma plenamente a afirmação de Pessoa. Através de um vocabulário simples e claro, mas com uma elevada carga simbólica, transmite-se uma tocante mensagem de esperança.

Veja aqui o 1.º artigo relativo ao texto "Uma pequenina luz" de Jorge de Sena

quarta-feira, 18 de abril de 2018

SEMANA DA LEITURA 2018


Consulte aqui o programa das atividades que irão ser desenvolvidas durante a semana do dia 23 a 28 de abril.